"Seja Bem vindo" - "Este é um espaço a serviço do Reino de Deus. Queremos fazer deste espaço um ponto de encontro com a Fé.” Encontros Catequéticos domingo, as 08h30. “Vida sim, aborto não!” "Este site usa cookies para ajudar a fornecer serviços. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies."

quinta-feira, 4 de março de 2010

Os Dez Mandamentos

Os Dez Mandamentos

 Os dez mandamentos
Depois que Deus libertou o povo hebreu da escravidão no Egito (quando foi instituída a páscoa – que quer dizer “passagem” da escravidão para a liberdade) Ele os conduziu pelo deserto do Sinai para a “terra prometida”. Era através de Moisés que Deus falava ao povo. Foi durante o longo trajeto pelo deserto, que Moisés recebeu de Deus todos os mandamentos (ou leis – como uma constituição) que dirigiriam o povo no caminho do bem e da justiça. No livro do Êxodo e do Deuteronômio (segundo e quinto livro da bíblia) podemos encontrar as 10 palavras que trazem o “Caminho da vida”. Os três primeiros mandamentos referem-se a Deus, e os demais, ao nosso relacionamento com as pessoas.

• Primeiro mandamento:
“Amarás ao Senhor teu Deus, de todo o coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento”
Como dissemos anteriormente, Deus é o criador, amoroso e cheio de misericórdia, assim sendo, é o único Deus verdadeiro. Devemos buscá-lo com todas as nossas forças, renunciando a outros deuses, a crenças estranhas, às superstições, amuletos, simpatias, etc. Deus é a sua proteção, o teu amigo, o teu Pai. Você deve confiar a sua vida à Ele.
Ler:
* Romanos 1, 20-25
* Mateus 22, 36-38

• Segundo mandamento:
“Não pronunciarás em vão o nome do Senhor, teu Deus”
Este mandamento proíbe o uso indevido do nome de Deus. Isto quer dizer, proferir palavras ofensivas à Deus, usar seu nome para encobrir práticas criminosas, usar também para “pragas” e mágicas, falso juramento, etc.
Ler:
* Levítico 19, 12
* Mateus 6, 9


• Terceiro mandamento:
“Lembra-te do dia de sábado, para santificá-lo”
Deus instituiu o dia de sábado como o dia de repouso em honra do Senhor. Depois que Jesus ressuscitou, este dia passou a ser o Domingo (dia da ressurreição de Cristo). É o dia em que todos os cristãos do mundo devem se reunir e celebrar a festa da ressurreição de Cristo. É o dia do repouso que também favorece o nosso convívio familiar.
Ler:
* Atos 2, 42-44

• Quarto mandamento:
"Honra teu pai e tua mãe"
Este é o único mandamento que é acompanhado de uma promessa do Senhor: "Honra teu pai e tua mãe, para que sejas feliz e tenhas longa vida sobre a terra" (Deut. 5, 16).
Ele prescreve o fundamento da instituição da Família, na visão de Deus Pai, através do Sacramento do Matrimônio, ficando portanto, excluídos novos modelos de família fundados sobre a convivência, a "união livre", etc., clandestinamente, alheios ao sacramento. Deus deu autoridade aos pais sobre os filhos para o próprio bem deles. O casamento e a família estão ordenados para o bem dos cônjuges, a procriação e a educação dos filhos, no temor ao Senhor. Os pais são os primeiros responsáveis pela educação dos filhos, provendo-os de suas necessidades físicas e espirituais, inclusive a transmissão da Fé, da oração e das virtudes, e também devem favorecer a vocação de seus filhos no seguimento a Cristo. São deveres dos filhos quanto a seus pais: respeito, gratidão, ajuda e justa obediência aos seus princípios, conselhos e orientações, evitando quanto possível as más companhias, que desvirtuam a boa educação e corrompem os bons costumes que recebemos dos nossos pais. "Honra teu pai de todo coração, não esqueças os gemidos de tua mãe; lembra-te de que sem eles não terias nascido, e faze por eles o que fizeram por ti" (Eclo 7,29-30).
Ler:
• Efésios 6, 1-3

• Quinto mandamento:
“Não matar”
Desde o momento da concepção até a morte, a vida humana é sagrada já que foi criada à "imagem e semelhança" de Deus vivo e Santo. Por isso, assassinar um ser humano ou tirar a própria vida é gravemente contrário à dignidade da pessoa e à santidade do Criador, exceto quando em legítima defesa, quando se tira de um opressor injusto a sua possibilidade de prejudicar. Significa este mandamento, observar e acatar o respeito devido ao valor da vida humana, desde sua origem (concepção) até o término do curso natural da vida terrena, seja ela por velhice, doença, acidentes, etc., sem contudo, legitimar e utilizar outros meios "artificiais", clandestinos e perversos para tirar a vida natural dos seres humanos. "Com efeito, quem quiser amar a vida e ver dias felizes, refreie sua língua do mal e seus lábios de palavras enganadoras; aparte-se do mal e faça o bem, busque a paz e siga-a" (I Pedro 3, 8-11).
Ler:
* Mateus 5, 21-26


 Perguntas:
1. O que me impede de cumprir o 1º mandamento? Deus é único Senhor da minha vida?
2. Reconheço o domingo como o Dia do Senhor? Estou indo às missas e participando da celebração?

"A catequese não prepara simplesmente para este ou aquele sacramento. O sacramento é uma consequência de uma adesão a proposta do Reino, vivida na Igreja (DNC 50)."

Documento Necessário para o Batismo e Crisma

Certidão de Nascimento ou Casamento do Batizando;

Comprovante de Casamento Civil e Religioso dos padrinhos;

Comprovante de Residência,

Cartões de encontro de Batismo dos padrinhos;

Documentos Necessários para Crisma:

RG do Crismando e Padrinho, Declaração de batismo do Crismando, Certidão ou declaração do Crisma do Padrinho, Certidão de Casamento Civil e Religioso do Padrinho/Madrinha e Crismando se casados.

Fonte: Catedral São Dimas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Reflexão

REFLEXÃO

A porta larga que o mundo oferece para as pessoas é a busca da felicidade a partir do acúmulo de bens e de riquezas. A porta estreita é aquela dos que colocam somente em Deus a causa da própria felicidade e procuram encontrar em Deus o sentido para a sua vida. De fato, muitas pessoas falam de Deus e praticam atos religiosos, porém suas vidas são marcadas pelo interesse material, sendo que até mesmo a religião se torna um meio para o maior crescimento material, seja através da busca da projeção da própria pessoa através da instituição religiosa, seja por meio de orações que são muito mais petições relacionadas com o mundo da matéria do que um encontro pessoal com o Deus vivo e verdadeiro. Passar pela porta estreita significa assumir que Deus é o centro da nossa vida.

reflexão sobre o Dízimo

A espiritualidade do Dízimo

O dízimo carrega uma surpreendente alegria no contribuinte. Aqueles que se devotam a esta causa se sentem mais animados, confortados e motivados para viver a comunhão. O dízimo, certamente, não é uma questão de dinheiro contrariando o que muitos podem pensar. Ele só tem sentido quando nasce de uma proposta para se fazer a experiência de Deus na vida cristã. Somos chamados e convocados a este desafio.

Em caso contrario, ele se torna frio e distante; por vezes indiferente. A espiritualidade reequilibra os desafios que o dízimo carrega em si. "Honra o Senhor com tua riqueza. Com as primícias de teus rendimentos. Os teus celeiros se encherão de trigo. Teus lagares transbordarão de vinho" (Pr 3,9-10). Contribuir quando se tem de sobra, de certa forma, não é muito dispendioso e difícil. Participar da comunhão alinha o desafio do dízimo cristão.

Se desejar ler, aceno: Gn 28, 20-22; Lv 27, 30-32; Nm 18, 25-26 e Ml 3, 6-10.

Fonte : Pe. Jerônimo Gasques

http://www.portalnexo.com.br/Conteudo/?p=conteudo&CodConteudo=12

Programe-se

Catequese com Adultos/ Paróquia NSª do Rosário - todo domingo das 08h30 as 10h00 / "Vida Sim, Aborto não!"

" Encontros Catequéticos domingo, as 08h30."

*Catequese com Adultos/ Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Vila Tesouro - São José dos Campos - SP. * "Vida sim, aborto não!

Este blog pode possuir foto (imagem) retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.