"Seja Bem vindo" - "Este é um espaço a serviço do Reino de Deus. Queremos fazer deste espaço um ponto de encontro com a Fé.” Encontros Catequéticos domingo, as 08h30. “Vida sim, aborto não!” "Este site usa cookies para ajudar a fornecer serviços. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies."

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Contra uma religião do lucro

Dom Edney Gouvêa Mattoso
Bispo  de Nova Friburgo, RJ

Caros amigos, segundo os recentes documentos da Igreja, estamos vivendo uma “mudança de época” (Cfr. Aparecida, 44; Evangelii Gaudium, 52) com ênfase em uma profunda transformação cultural que vem colocando em crise muitos valores fundamentais da atual sociedade. Segundo estudiosos da atualidade, a realidade traz consigo uma verdadeira crise de sentido. Não se trata certamente das múltiplas tarefas do cotidiano, desenvolvidas pelo indivíduo, mas do nexo profundo que dá o eixo do próprio viver que os cristãos chamam de senso religioso. (Cf. n.37).

Neste contexto, é natural a desorientação dos cristãos. Infelizmente, o ambiente também torna-se propício para o surgimento de oportunistas que, explorando a boa-fé de nosso povo, querem utilizar o Evangelho para o lucro pessoal e não para a pregar a Verdade.
Nos primórdios da Igreja, tal atitude já era denunciada por São Paulo: “Se alguém transmite uma doutrina diferente e não se atém às palavras salutares de Nosso Senhor Jesus Cristo e ao ensino segundo a piedade, é um orgulhoso, um ignorante, alguém doentiamente preocupado com questões fúteis e contendas de palavras. Daí se originam invejas, ultrajes, suspeitas malévolas, discussões sem fim entre pessoas de mente corrompida, que estão privadas da verdade e consideram a piedade como uma fonte de lucro”. (1Tm 6, 3-5)
É lastimável o espetáculo das vendas de milagres, promissórias de bênçãos e “campanhas” de graças do céu. Sempre envolvendo altas quantias de dinheiro e uma linguagem puramente comercial, tal situação é um escândalo que se opõe à mensagem do Evangelho.
Nossa responsabilidade ante este quadro é dupla: em primeiro lugar, devemos fazer sério exame de nossa conduta e avaliar se estamos nos rendendo a este nefasto espírito de mercado; e, em segundo lugar, a denúncia dos falsos profetas e suas doutrinas, sempre presentes na histórica caminhada do Povo de Deus.
Muitos fiéis deixam os ensinamentos de Nosso Senhor não especificamente pela profissão de fé cristã, mas pelo modo como os cristãos vivem (Aparecida, 225); outros, entretanto, adquirem falsas práticas religiosas porque não conhecem o que Jesus disse no Evangelho ou apenas o ouviram de modo fragmentado.
Uma religião do bem-estar temporal nunca será compatível com a pregação de Jesus Cristo. Que Deus livre nossa sociedade de cair nesta antiga tentação.

http://www.cnbb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=20322:contra-uma-religiao-do-lucro&catid=416&Itemid=204

"A catequese não prepara simplesmente para este ou aquele sacramento. O sacramento é uma consequência de uma adesão a proposta do Reino, vivida na Igreja (DNC 50)."

Documento Necessário para o Batismo e Crisma

Certidão de Nascimento ou Casamento do Batizando;

Comprovante de Casamento Civil e Religioso dos padrinhos;

Comprovante de Residência,

Cartões de encontro de Batismo dos padrinhos;

Documentos Necessários para Crisma:

RG do Crismando e Padrinho, Declaração de batismo do Crismando, Certidão ou declaração do Crisma do Padrinho, Certidão de Casamento Civil e Religioso do Padrinho/Madrinha e Crismando se casados.

Fonte: Catedral São Dimas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Reflexão

REFLEXÃO

A porta larga que o mundo oferece para as pessoas é a busca da felicidade a partir do acúmulo de bens e de riquezas. A porta estreita é aquela dos que colocam somente em Deus a causa da própria felicidade e procuram encontrar em Deus o sentido para a sua vida. De fato, muitas pessoas falam de Deus e praticam atos religiosos, porém suas vidas são marcadas pelo interesse material, sendo que até mesmo a religião se torna um meio para o maior crescimento material, seja através da busca da projeção da própria pessoa através da instituição religiosa, seja por meio de orações que são muito mais petições relacionadas com o mundo da matéria do que um encontro pessoal com o Deus vivo e verdadeiro. Passar pela porta estreita significa assumir que Deus é o centro da nossa vida.

reflexão sobre o Dízimo

A espiritualidade do Dízimo

O dízimo carrega uma surpreendente alegria no contribuinte. Aqueles que se devotam a esta causa se sentem mais animados, confortados e motivados para viver a comunhão. O dízimo, certamente, não é uma questão de dinheiro contrariando o que muitos podem pensar. Ele só tem sentido quando nasce de uma proposta para se fazer a experiência de Deus na vida cristã. Somos chamados e convocados a este desafio.

Em caso contrario, ele se torna frio e distante; por vezes indiferente. A espiritualidade reequilibra os desafios que o dízimo carrega em si. "Honra o Senhor com tua riqueza. Com as primícias de teus rendimentos. Os teus celeiros se encherão de trigo. Teus lagares transbordarão de vinho" (Pr 3,9-10). Contribuir quando se tem de sobra, de certa forma, não é muito dispendioso e difícil. Participar da comunhão alinha o desafio do dízimo cristão.

Se desejar ler, aceno: Gn 28, 20-22; Lv 27, 30-32; Nm 18, 25-26 e Ml 3, 6-10.

Fonte : Pe. Jerônimo Gasques

http://www.portalnexo.com.br/Conteudo/?p=conteudo&CodConteudo=12

Programe-se

Catequese com Adultos/ Paróquia NSª do Rosário - todo domingo das 08h30 as 10h00 / "Vida Sim, Aborto não!"

" Encontros Catequéticos domingo, as 08h30."

*Catequese com Adultos/ Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Vila Tesouro - São José dos Campos - SP. * "Vida sim, aborto não!

Este blog pode possuir foto (imagem) retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.