"Seja Bem vindo" - "Este é um espaço a serviço do Reino de Deus. Queremos fazer deste espaço um ponto de encontro com a Fé.” Encontros Catequéticos domingo, as 08h30. “Vida sim, aborto não!” "Este site usa cookies para ajudar a fornecer serviços. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies."

sexta-feira, 3 de março de 2017

Quaresma e Campanha da Fraternidade

Dom Adelar Baruffi
Bispo de Cruz Alta

Na Quarta-feira de Cinzas, ao recebermos a imposição das cinzas, assumimos o convite da Igreja para um caminho de intensa espiritualidade que nos prepara para a celebração da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor. É um forte convite à conversão, expressa nas palavras dirigidas a cada cristão: “Convertei-vos e crede no Evangelho”.
O caminho quaresmal, pensado para ser um tempo de purificação para aqueles que irão ser batizados na celebração da Vigília Pascal, conduz os já batizados a renovarem sua adesão a Jesus Cristo, a acompanhar os seus passos e assimilar seu jeito de viver e entregar a vida, até a morte e morte de cruz. A observância e atualização do sentido do jejum, oração e caridade ajudam a reconhecer nossos pecados, acolher a misericórdia de Deus e aguçar o olhar misericordioso com os irmãos. Desejamos chegar na Vigília Pascal mais convictos de nossa fé, mas seguros na esperança e vivendo a caridade e, assim, renovarmos solenemente nosso batismo.
No contexto quaresmal, todos os anos, a Igreja no Brasil propõe a Campanha da Fraternidade. “Quer ajudar a construir uma cultura da fraternidade, apontando os princípios de justiça, denunciando ameaças e violações da dignidade e dos direitos, abrindo caminhos de solidariedade.” (Texto Base CF 2017, n.19). Assim, a Campanha da Fraternidade não se sobrepõe ou substitui a espiritualidade quaresmal, pois a conversão quaresmal é um voltar-se para Deus, para si mesmo, para o próximo e para a toda a criação na qual estamos inseridos. O tema proposto para este ano é “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida.” O lema é tomado do livro do Gênesis: “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15). O olhar se volta para os seis biomas presentes no Brasil: Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pampa e Pantanal. Conforme o IBGE, um bioma é “um conjunto de vida (animal e vegetal) constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e identificáveis em escala regional, com condições geoclimáticas similares e história compartilhada de mudanças, o que resulta em uma diversidade biológica própria”. (Texto Base CF 2017, n. 4).
Nossa Diocese de Cruz Alta está situada nos biomas Pampa e Mata Atlântica. Precisamos conhecer suas características, a multiplicidade de vida aí presente e nos conscientizarmos da necessidade de cuidar e guardar este presente de Deus. Esta foi a missão que Deus deu ao homem e à mulher ao criá-los e colocá-los no jardim (cf. Gn 2,15). Deviam aprender a conviver em harmonia com o Criador, com os irmãos e com tudo o que Deus tinha criado. Tinham recebido, inclusive, uma proibição: não comer do fruto da árvore do bem e do mal (cf. Gn 2,16-17), caracterizando, assim, que o ser humano não é o Criador e que não tem o direto de dispor da criação segundo sua vontade. Para isso, somos convidados a uma “conversão ecológica”, como nos pede o Papa Francisco, o que supõe um novo olhar, uma nova postura, novos hábitos e um processo de educação para um estilo de vida respeitoso com a natureza e com os irmãos. O que foi feito dos biomas Pampa e Mata Atlântica nas áreas em que habitamos? Como estamos cuidando para que não sejam totalmente invadidos pelo agronegócio? A criação, obra de Deus, a Ele pertence. O ser humano, criado à sua imagem e semelhança, recebeu dele uma importante missão, de conviver harmonicamente e tudo cuidar e guardar. 
Desejo a todos os diocesanos uma intensa caminhada quaresmal. Aprofundemos nossa fé batismal. Vivamos a misericórdia. Participemos dos encontros nos grupos em preparação à Páscoa. Estudemos o tema proposto pela Campanha da Fraternidade.

http://www.cnbb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=20381:quaresma-e-campanha-da-fraternidade&catid=432&Itemid=204

"A catequese não prepara simplesmente para este ou aquele sacramento. O sacramento é uma consequência de uma adesão a proposta do Reino, vivida na Igreja (DNC 50)."

Documento Necessário para o Batismo e Crisma

Certidão de Nascimento ou Casamento do Batizando;

Comprovante de Casamento Civil e Religioso dos padrinhos;

Comprovante de Residência,

Cartões de encontro de Batismo dos padrinhos;

Documentos Necessários para Crisma:

RG do Crismando e Padrinho, Declaração de batismo do Crismando, Certidão ou declaração do Crisma do Padrinho, Certidão de Casamento Civil e Religioso do Padrinho/Madrinha e Crismando se casados.

Fonte: Catedral São Dimas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Reflexão

REFLEXÃO

A porta larga que o mundo oferece para as pessoas é a busca da felicidade a partir do acúmulo de bens e de riquezas. A porta estreita é aquela dos que colocam somente em Deus a causa da própria felicidade e procuram encontrar em Deus o sentido para a sua vida. De fato, muitas pessoas falam de Deus e praticam atos religiosos, porém suas vidas são marcadas pelo interesse material, sendo que até mesmo a religião se torna um meio para o maior crescimento material, seja através da busca da projeção da própria pessoa através da instituição religiosa, seja por meio de orações que são muito mais petições relacionadas com o mundo da matéria do que um encontro pessoal com o Deus vivo e verdadeiro. Passar pela porta estreita significa assumir que Deus é o centro da nossa vida.

reflexão sobre o Dízimo

A espiritualidade do Dízimo

O dízimo carrega uma surpreendente alegria no contribuinte. Aqueles que se devotam a esta causa se sentem mais animados, confortados e motivados para viver a comunhão. O dízimo, certamente, não é uma questão de dinheiro contrariando o que muitos podem pensar. Ele só tem sentido quando nasce de uma proposta para se fazer a experiência de Deus na vida cristã. Somos chamados e convocados a este desafio.

Em caso contrario, ele se torna frio e distante; por vezes indiferente. A espiritualidade reequilibra os desafios que o dízimo carrega em si. "Honra o Senhor com tua riqueza. Com as primícias de teus rendimentos. Os teus celeiros se encherão de trigo. Teus lagares transbordarão de vinho" (Pr 3,9-10). Contribuir quando se tem de sobra, de certa forma, não é muito dispendioso e difícil. Participar da comunhão alinha o desafio do dízimo cristão.

Se desejar ler, aceno: Gn 28, 20-22; Lv 27, 30-32; Nm 18, 25-26 e Ml 3, 6-10.

Fonte : Pe. Jerônimo Gasques

http://www.portalnexo.com.br/Conteudo/?p=conteudo&CodConteudo=12

Programe-se

Catequese com Adultos/ Paróquia NSª do Rosário - todo domingo das 08h30 as 10h00 / "Vida Sim, Aborto não!"

" Encontros Catequéticos domingo, as 08h30."

*Catequese com Adultos/ Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Vila Tesouro - São José dos Campos - SP. * "Vida sim, aborto não!

Este blog pode possuir foto (imagem) retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.