"Seja Bem vindo" - "Este é um espaço a serviço do Reino de Deus. Queremos fazer deste espaço um ponto de encontro com a Fé.” Encontros Catequéticos domingo, as 08h30. “Vida sim, aborto não!” "Este site usa cookies para ajudar a fornecer serviços. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies."

terça-feira, 16 de maio de 2017

55ª Assembleia Geral da CNBB

A cada ano, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, realiza sua Assembleia Ordinária. Ultimamente, tal Assembleia tem acontecido na cidade de Aparecida, junto ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida.
Este ano, de modo particular, teremos vários eventos comemorativos, pois estamos celebrando os 300 anos da aparição da imagem de Nossa Senhora da Conceição, no rio Paraíba. Com isso vivemos, no Brasil, o Ano Mariano e a Assembleia da CNBB realizou diversas celebrações recordando o acontecimento. Participaram da Assembleia Bispos de todas as Dioceses do Brasil. Vejamos os números: 301 Bispos representando 276 (arqui)dioceses presentes em todo o território nacional. Fazem-se presentes, também, muitos arce(bispos) eméritos que a seu tempo governaram tantas dioceses e arquidioceses. Também muitíssimos assessores da CNBB (padres, religiosos(as) leigos e leigas) e convidados, que deram sua colaboração, em diversos temas tratados no evento. Diríamos, uma multidão de pessoas a serviço da evangelização, da pastoral e do encaminhamento da vida da Igreja Católica que está no Brasil.

Os meios de comunicação se fazeram presentes, ainda, promotores de eventos, de material litúrgico e tudo aquilo que tem que ver com a vida da Igreja e de suas comunidades de fé.
O tema central da Assembleia deste ano foi: “INICIAÇÃO À VIDA CRISTÔ, tema este já preparado por uma Comissão de bispos e peritos e que foi estudado e aprovado na Assembleia. É um tema essencial para a vida da Igreja e nos lança para um tempo de evangelização renovada e de grande empenho na vivência consciente de nossa fé. Em todos os momentos, em todos os lugares e em todas as circunstâncias de nossa vida.
Muitos outros temas foram abordados durantes esses dias, como: “ relatório da presidência, as prestações de contas de todas as comissões e equipes da CNBB, com seus relatórios e promoções, assuntos das diversas comissões episcopais: liturgia, doutrina da fé, caminho ecumênico e outras, o documento Amoris Laetitia, novas comunidades, análises de conjuntura da realidade brasileira e da conjuntura eclesial, preparação da XVª assembleia do Sínodo dos Bispos em Roma, o Congresso Eucarístico Nacional com a escolha da sede, temas do CELAM, apresentação dos projetos da CNBB, como o projeto “Comunhão e Partilha” que financia o estudo de seminaristas de dioceses pobres do Brasil”, etc…
Todos os dias participamos da celebração da Santa Missa no Santuário Nacional, que foi transmitida pelos meios de comunicação católicos. Dois dias de retiro espiritual para os bispos, celebrações especiais, entrega dos prêmios da CNBB a diversas pessoas, mensagens dos bispos sobre diversas realidades, carta ao Papa Francisco e à Congregação dos bispos em Roma, foram outros acontecimentos que preencheram a agenda da Assembleia.
Será publicada uma “Declaração sobre a devoção à Nossa Senhora na comemoração dos 300 anos de Aparecida e dos 100 anos de Fátima”, como também serão publicadas diversas notas sobre a realidade nacional e internacional. Ainda, foram apresentadas, em nível de Assembleia, entre tantas, 3 experiências evangelizadoras: pastoral da sobriedade, pastoral do povo de rua e relatos de experiências pastorais.
São importantes, também, as Reuniões Privativas dos senhores bispos do Brasil, onde com a presença só de Bispos são tratados assuntos de interesse da vida interna da Igreja do Brasil. Normalmente o Sr. Núncio Apostólico e seus secretários participam destas reuniões.
Assim, com a presença de tanta gente, com o auxílio da oração e preces, com as missas, a liturgia das horas, as orações marianas, todos os dias, a Assembleia aconteceu em mais de dez dias, com uma programação muito bem organizada pela presidência da CNBB, seus órgãos consultivos e o Conselho Permanente, formado por bispos de todas as regiões do Brasil.
Estive presente em todas as atividades da Assembleia e peço aos leitores do Jornal Expressão que rezem pelo seu bom êxito e acompanhem, pelos mais variados meios de comunicação e pelas redes sociais, os desdobramentos desse conjunto de material que fará grande sentido para nossa fé católica ao ministrar e receber os sacramentos, ao preparar os encontros, ao participar ativamente na sociedade, como fiéis conhecedores do Evangelho e daquilo que a Igreja nos pede. Que Deus abençoe a todos.
Dom José Valmor Cesar Teixeira, SDB
Bispo Diocesano

http://www.diocese-sjc.org.br/55a-assembleia-geral-da-cnbb/

"A catequese não prepara simplesmente para este ou aquele sacramento. O sacramento é uma consequência de uma adesão a proposta do Reino, vivida na Igreja (DNC 50)."

Documento Necessário para o Batismo e Crisma

Certidão de Nascimento ou Casamento do Batizando;

Comprovante de Casamento Civil e Religioso dos padrinhos;

Comprovante de Residência,

Cartões de encontro de Batismo dos padrinhos;

Documentos Necessários para Crisma:

RG do Crismando e Padrinho, Declaração de batismo do Crismando, Certidão ou declaração do Crisma do Padrinho, Certidão de Casamento Civil e Religioso do Padrinho/Madrinha e Crismando se casados.

Fonte: Catedral São Dimas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Reflexão

REFLEXÃO

A porta larga que o mundo oferece para as pessoas é a busca da felicidade a partir do acúmulo de bens e de riquezas. A porta estreita é aquela dos que colocam somente em Deus a causa da própria felicidade e procuram encontrar em Deus o sentido para a sua vida. De fato, muitas pessoas falam de Deus e praticam atos religiosos, porém suas vidas são marcadas pelo interesse material, sendo que até mesmo a religião se torna um meio para o maior crescimento material, seja através da busca da projeção da própria pessoa através da instituição religiosa, seja por meio de orações que são muito mais petições relacionadas com o mundo da matéria do que um encontro pessoal com o Deus vivo e verdadeiro. Passar pela porta estreita significa assumir que Deus é o centro da nossa vida.

reflexão sobre o Dízimo

A espiritualidade do Dízimo

O dízimo carrega uma surpreendente alegria no contribuinte. Aqueles que se devotam a esta causa se sentem mais animados, confortados e motivados para viver a comunhão. O dízimo, certamente, não é uma questão de dinheiro contrariando o que muitos podem pensar. Ele só tem sentido quando nasce de uma proposta para se fazer a experiência de Deus na vida cristã. Somos chamados e convocados a este desafio.

Em caso contrario, ele se torna frio e distante; por vezes indiferente. A espiritualidade reequilibra os desafios que o dízimo carrega em si. "Honra o Senhor com tua riqueza. Com as primícias de teus rendimentos. Os teus celeiros se encherão de trigo. Teus lagares transbordarão de vinho" (Pr 3,9-10). Contribuir quando se tem de sobra, de certa forma, não é muito dispendioso e difícil. Participar da comunhão alinha o desafio do dízimo cristão.

Se desejar ler, aceno: Gn 28, 20-22; Lv 27, 30-32; Nm 18, 25-26 e Ml 3, 6-10.

Fonte : Pe. Jerônimo Gasques

http://www.portalnexo.com.br/Conteudo/?p=conteudo&CodConteudo=12

Programe-se

Catequese com Adultos/ Paróquia NSª do Rosário - todo domingo das 08h30 as 10h00 / "Vida Sim, Aborto não!"

" Encontros Catequéticos domingo, as 08h30."

*Catequese com Adultos/ Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Vila Tesouro - São José dos Campos - SP. * "Vida sim, aborto não!

Este blog pode possuir foto (imagem) retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.