"Seja Bem vindo" - "Este é um espaço a serviço do Reino de Deus. Queremos fazer deste espaço um ponto de encontro com a Fé.” Encontros Catequéticos domingo, as 08h30. “Vida sim, aborto não!” "Este site usa cookies para ajudar a fornecer serviços. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies."

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Temas da mística missionária: o que os jovens meditam durante o trabalho de evangelização

Temas da mística missionária: o que os jovens meditam durante o trabalho de evangelização
As 11 dioceses banhadas pelo Rio Paraíba do Sul, local onde foi encontrada, há 300 anos, a imagem de Nossa Senhora Aparecida, recebem de milhares de jovens de todo o Brasil para realizar a Semana Missionária de 24 a 29 de julho. Dia sim, dia não, os jovens terão uma hora de preparação para a jornada missionária refletindo alguns temas: “Chamados como Maria: discípulos pela fé”, na segunda-feira; “Maria proclama sua gratidão a Deus”, na quarta-feira; “Maria, discípula fiel até a Cruz”, na sexta-feira.

A Diocese de Taubaté, uma das Igrejas Particulares na qual se realiza a Semana Missionária, publicou um texto para ser reproduzido e usado para encontros de oração entre os jovens no qual um capítulo dedicado ao primeiro tema da mística missionária: “Chamados como Maria, discípulos pela fé”. O texto traz a seguinte motivação: “a Virgem Maria é o modelo perfeito de entrega e fidelidade ao Senhor da vida e da história. Maria nos ensina a entender que todos viemos a este mundo com a missão de servir à humanidade. Tornar-se um verdadeiro missionário implica que a pessoa encontre uma motivação de fé para o serviço e a missão que abraçou. Como consequência dessa sua adesão de fé, veio o compromisso. Sua vida se tornou total doação a Deus. Nesse sentido, Maria nos mostra que a fé verdadeira é doação incondicional. Mais ainda: que a fé exige uma prática de doação aos irmãos. Assim, a partir do exemplo de Maria, o cristão entende que sua fé é entrega”.

“Maria nos ensina a entender que todos viemos a este mundo com a missão de servir à humanidade”

Sobre o segundo tema da meditação sobre a mística missionária, “Maria proclama sua gratidão a Deus”, o texto lembra: “nós somos convidados a refletir sobre a gratidão. Maria visita sua prima Isabel. É uma visita cheia de alegria e convicção, pois Maria será a mãe do Salvador. Isso a faz exclamar com muita alegria o quanto é importante para ela ter sido escolhida para tão grande missão. Diante dessa feliz visita, ela é grata e proclama a grandeza do Senhor. Adorar a Deus é, no respeito e na submissão absoluta, reconhecer o nada da criatura que não existe a não ser por Deus. Adorar a Deus é – como faz Maria no Magnificat – louvá-lo, exaltá-lo e saber-se humilde porque Deus fez grandes coisas e seu nome é Santo. Vamos viver este dia como Maria viveu, cheios do Espírito Santo e proclamar que, no percurso de cada dia, o Senhor faz em nós grandes maravilhas”.
Papa Francisco também aprofunda esse tema em várias de suas menções a Nossa Senhora em homilias, discursos e mensagens. No discurso feito aos Jovens durante a Vigília da Jornada Mundial da Juventude no ano passado, em Cracóvia, na Polônia, referindo-se ao discurso de gratidão de Maria no Magnificat, ele disse: “Podemos definir revolucionária esta oração de Maria: o cântico duma jovem cheia de fé, consciente dos seus limites, mas confiante na misericórdia divina. Esta mulher corajosa dá graças a Deus, porque olhou para a sua pequenez e também pela obra de salvação que realizou no povo, nos pobres e nos humildes. A fé é o coração de toda a história de Maria. O seu cântico ajuda-nos a compreender a misericórdia do Senhor como motor da história, tanto a história pessoal de cada um de nós como a da humanidade inteira”.

“Podemos definir revolucionária esta oração de Maria: o cântico duma jovem cheia de fé, consciente dos seus limites, mas confiante na misericórdia divina”

O terceiro tema da mística missionária, “Maria, discípula fiel até a Cruz”, no texto que será utilizado pelos jovens durante a Semana Missionária no Vale do Rio Paraíba, é apresentado da seguinte maneira: “Hoje refletiremos sobre a fidelidade de Maria a Cristo na cruz. A fidelidade é a mais integral de todas as virtudes humanas. A fidelidade assegura-nos o tempo de criar e o tempo de reconstruir o que se tornou conforme a imagem do homem. Nada é digno de valor sem fidelidade. Por este motivo podemos dizer que a fidelidade de Maria ao seu Filho foi digna de valor, pelo cumprimento da vontade do Pai. Maria soube reconhecer, no plano de Deus, a plenitude de Seu amor”.
Os temas serão todos iluminados por trechos da Palavra de Deus e cânticos escolhidos pela juventude que terá também a possibilidade de partilhar sentimentos e pensamentos a partir de algumas perguntas formuladas pelo texto. Todos serão estimulados a organizar os locais dos encontros sobre os temas com velas, imagens, jarras com água e com suco de uva, objetos que recordem os locais da missão.  No final de cada um desses encontros, os jovens missionárias vão renovar os propósitos para o dia e rezam juntos.

"A catequese não prepara simplesmente para este ou aquele sacramento. O sacramento é uma consequência de uma adesão a proposta do Reino, vivida na Igreja (DNC 50)."

Documento Necessário para o Batismo e Crisma

Certidão de Nascimento ou Casamento do Batizando;

Comprovante de Casamento Civil e Religioso dos padrinhos;

Comprovante de Residência,

Cartões de encontro de Batismo dos padrinhos;

Documentos Necessários para Crisma:

RG do Crismando e Padrinho, Declaração de batismo do Crismando, Certidão ou declaração do Crisma do Padrinho, Certidão de Casamento Civil e Religioso do Padrinho/Madrinha e Crismando se casados.

Fonte: Catedral São Dimas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Reflexão

REFLEXÃO

A porta larga que o mundo oferece para as pessoas é a busca da felicidade a partir do acúmulo de bens e de riquezas. A porta estreita é aquela dos que colocam somente em Deus a causa da própria felicidade e procuram encontrar em Deus o sentido para a sua vida. De fato, muitas pessoas falam de Deus e praticam atos religiosos, porém suas vidas são marcadas pelo interesse material, sendo que até mesmo a religião se torna um meio para o maior crescimento material, seja através da busca da projeção da própria pessoa através da instituição religiosa, seja por meio de orações que são muito mais petições relacionadas com o mundo da matéria do que um encontro pessoal com o Deus vivo e verdadeiro. Passar pela porta estreita significa assumir que Deus é o centro da nossa vida.

reflexão sobre o Dízimo

A espiritualidade do Dízimo

O dízimo carrega uma surpreendente alegria no contribuinte. Aqueles que se devotam a esta causa se sentem mais animados, confortados e motivados para viver a comunhão. O dízimo, certamente, não é uma questão de dinheiro contrariando o que muitos podem pensar. Ele só tem sentido quando nasce de uma proposta para se fazer a experiência de Deus na vida cristã. Somos chamados e convocados a este desafio.

Em caso contrario, ele se torna frio e distante; por vezes indiferente. A espiritualidade reequilibra os desafios que o dízimo carrega em si. "Honra o Senhor com tua riqueza. Com as primícias de teus rendimentos. Os teus celeiros se encherão de trigo. Teus lagares transbordarão de vinho" (Pr 3,9-10). Contribuir quando se tem de sobra, de certa forma, não é muito dispendioso e difícil. Participar da comunhão alinha o desafio do dízimo cristão.

Se desejar ler, aceno: Gn 28, 20-22; Lv 27, 30-32; Nm 18, 25-26 e Ml 3, 6-10.

Fonte : Pe. Jerônimo Gasques

http://www.portalnexo.com.br/Conteudo/?p=conteudo&CodConteudo=12

Programe-se

Catequese com Adultos/ Paróquia NSª do Rosário - todo domingo das 08h30 as 10h00 / "Vida Sim, Aborto não!"

" Encontros Catequéticos domingo, as 08h30."

*Catequese com Adultos/ Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Vila Tesouro - São José dos Campos - SP. * "Vida sim, aborto não!

Este blog pode possuir foto (imagem) retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.