"Seja Bem vindo" - "Este é um espaço a serviço do Reino de Deus. Queremos fazer deste espaço um ponto de encontro com a Fé.” Encontros Catequéticos domingo, as 08h30. “Vida sim, aborto não!” "Este site usa cookies para ajudar a fornecer serviços. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies."

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Solenidade da Natividade de São João Batista - A


Por: Padre Wagner Augusto Portugal
“Houve um homem enviado por Deus: o seu nome era João. Veio dar testemunho da luz e preparar para o Senhor um povo bem disposto a recebê-lo” (cf. Jo 1,6s; Lc 1,17).

Meus queridos irmãos,

Depois de celebrarmos, solenemente, a Solenidade de Corpus Christi, no dia imediato, a Igreja nos apresenta a Solenidade da Natividade de São João Batista, o precursor. Aquele que anunciou o Batismo com água, antevendo que alguém – Jesus – batizaria com o Espírito Santo. Assim a temática fundamental desta solenidade é a Vocação. Todos nós somos chamados a sermos discípulos e missionários de Jesus Cristo, anunciando-O a todos os recantos e dando testemunho de nossa fé batismal.
Desde o ventre materno, Deus nos escolheu para uma missão específica e cândida: ser luz para as nações, para que sua salvação chegue a todas as pessoas. A exemplo de São João Batista urge ter a consciência límpida da própria missão. A mão poderosa do Senhor estava sobre o recém-nascido João Batista, por isso, o povo hebreu se admira e se alegra com a criança, considerada um profeta de Deus.

Meus caros irmãos,

A Solenidade de São João Batista sempre foi celebrada na Igreja levando em conta o Natal de Jesus: exatamente seis meses antes. A vida e a missão de São João Batista estão intimamente unidas à vida e à missão de Jesus. O nascimento de João Batista em Ein Karem, hoje quase periferia de Jerusalém, vem envolto de mistério: filho de mãe estéril e de pai de idade avançada, é considerado desde a concepção um dom precioso de Deus e vem com uma missão divina. João Batista já não é só de sua família carnal. Ele pertence ao povo de Deus e pelo seu nome, já querido por Deus, tem uma missão de ser o arauto do Senhor Jesus. O nome do profeta é significativo, pois João significa que “Deus faz misericórdia”. A misericórdia de Deus, que tira o pecado do mundo, ou seja, a encarnação da divina misericórdia, o Filho de Deus.

Batista, apelido que povo hebreu lhe deu e os Evangelhos canonizaram. Jesus o chama de Batista(cf. Mt 11,11), os discípulos de João o chamam de Batista(cf. Lc 7,20). Herodes Antipas o chama de Batista(cf. Mc 6,14). Herodiádes o chama de Batista(cf. Mc 6,24). Batista porque percorria toda a região do Jordão anunciando o batismo de conversão e ele próprio batizou Jesus de Nazaré(cf. Mt 3,15) e contemplou no próprio Jordão a primeira Epifania do Cristo: “Os céus se abriram, o Espírito de Deus desceu como uma pomba e pousou sobre ele, e do céu se ouviu uma voz que dizia ser Jesus o Filho muito amado do Pai”(cf. Mt 3,16-17).

Irmãos caríssimos,

Muitas foram as maravilhas operadas por Deus em São João Batista: sua concepção inesperada, sua exultação no seio de Santa Isabel, sua mãe, quando a Virgem Maria, grávida de Jesus dela se aproximou, sua pregação no deserto, sua vida humilde e austeramente penitente, sua pregação profética nos caminhos do Rio Jordão, seu reconhecimento do Senhorio de Jesus e de sua missão de Messias, sua humildade e a sua profecia nos indicando os horizontes do Cristo Senhor. João, o maior nascido de mulher, nas palavras de Jesus, foi destacado pela santidade e pelo anúncio da chegada da plenitude dos tempos.

O nascimento de João Batista significou para Isabel, que era tida publicamente como estéril, como uma remissão e era preciso que todos soubessem que ela, a velha Isabel, não era mais amaldiçoada, mas uma mulher privilegiadamente abençoada pela misericórdia de Deus. A alegria pelo nascimento do Batista é uma recompensa de Deus pela fidelidade de Zacarias, nas palavras do anjo: “Ficarás alegre e contente e todos se alegrarão como seu nascimento”(cf. Lc. 1,14). Para Zacarias o nascimento de seu filho João foi o cumprimento da promessa divina, principalmente ao recuperar a fala para confirmar o nome que o Anjo havia pedido: E o menino chamou-se João e neste momento o Pai começa a louvar a misericórdia insondável de Deus para com ele, para com Isabel e para com a sua casa.

Assim, celebramos pela Palavra de Lucas, as duas dimensões de João Batista: a humana e a divina. A dimensão humana com a alegria da família, dos parentes e dos vizinhos. Esta família é abençoada. E a dimensão divina, quando o casal Isabel e Zacarias obedecem ao anjo Gabriel, voz de Deus, e dão ao menino o nome de João, nome de nenhum de seus parentes, mas indicativo da missão do menino, porque Deus está com João Batista para cumprir a sua missão. Missão, conduzida pela própria mão de Deus, que era de anunciar a chegada do Filho de Deus, o Messias esperado, o Salvador do Mundo.

Caros fiéis,
            
O anúncio de Cristo por Paulo em Antioquia da Psídia(cf. At 13,22-26) é muito importante na solenidade da Natividade de São João Batista. O querigma apostólico é unânime em mencionar a atividade de São João Batista como o “ponto de engate” da mensagem de Jesus. O anúncio, por João, do mais forte que vem depois dele faz parte integrante do anúncio de Jesus Cristo. A pregação da conversão, como a de João, é sempre necessária ao anúncio de Cristo: os fatos em Antioquia provam isso claramente.

Meus irmãos,

A Primeira Leitura(cf. Is 49,1-6) nos ensina que a Pertença a Deus faz de João uma nova realização do “Servo de Deus”, um homem cuja palavra é como uma espada afiada, incômoda para quem não quer saber de Deus em sua vida. A história de João prova isso. Hoje queremos cantar o nosso hino de louvor a Deus por nos ter concedido um homem decidido, João Batista. Isso, pois, são muitas vezes que as pessoas retas e intencionadas nos ajudam a modificar os rumos de nossas existências. As palavras incômodas de São João Batista nos fazem a ver com maior clarividência nossa situação. Neste Sentido, João é luz, uma luz poderosa, embora ele não seja a luz definitiva, mas antes, a testemunha da luz. João é luz, ou testemunha da luz, sobretudo por ter apontado Cristo no meio da escuridão da humanidade incrédula. João Batista encarna, por assim dizer, Elias, que era esperado voltar antes da “visita” de Deus.

Caros fiéis,

Em cada Santa Missa, o anúncio da Palavra de Deus repete o tema que o Batista fazia ressoar às margens do Jordão: “Convertei-vos!”. A narrativa da Ceia do Senhor, no centro da Oração Eucarística, é um trecho daquele evangelho que nos deve levar, também, a perguntar com fé à Igreja que no-lo propõe: “Que devemos fazer?”(cf. At 2,37). A resposta de Cristo, corpo-dado e sangue-derramado, é: “Fazei isto em memória de mim!”. A vida e o martírio de São João Batista são uma das inúmeras respostas-memorial que sempre sobem ao Pai por Cristo, com Cristo e em Cristo.

Por isso cantemos o “Benedictus”, o canto de ação de graças de Zacarias quando do nascimento de seu filho João(cf. Lc, 1,68-79), pois a missão de João Batista continua necessária e atual, pois a luz que ele pregou ainda não surgiu em todos os lugares, e precisa ser anunciada nos lugares que carecem desta luz. Em nossa sociedade pós-moderna parece que a luz do Cristo está ofuscada. Mas com João Batista, vamos preparando os caminhos do Senhor, dando testemunho Dele pela vida e pela missão. Toda a Igreja e todos nós somos convidados a mostrar que o Cristo presente entre os homens e as mulheres é o mesmo que nos chama a viver a solidariedade, o amor e a alegria de servir e acolher a todos para o aprisco do Cristo. Amém!


"A catequese não prepara simplesmente para este ou aquele sacramento. O sacramento é uma consequência de uma adesão a proposta do Reino, vivida na Igreja (DNC 50)."

Documento Necessário para o Batismo e Crisma

Certidão de Nascimento ou Casamento do Batizando;

Comprovante de Casamento Civil e Religioso dos padrinhos;

Comprovante de Residência,

Cartões de encontro de Batismo dos padrinhos;

Documentos Necessários para Crisma:

RG do Crismando e Padrinho, Declaração de batismo do Crismando, Certidão ou declaração do Crisma do Padrinho, Certidão de Casamento Civil e Religioso do Padrinho/Madrinha e Crismando se casados.

Fonte: Catedral São Dimas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Reflexão

REFLEXÃO

A porta larga que o mundo oferece para as pessoas é a busca da felicidade a partir do acúmulo de bens e de riquezas. A porta estreita é aquela dos que colocam somente em Deus a causa da própria felicidade e procuram encontrar em Deus o sentido para a sua vida. De fato, muitas pessoas falam de Deus e praticam atos religiosos, porém suas vidas são marcadas pelo interesse material, sendo que até mesmo a religião se torna um meio para o maior crescimento material, seja através da busca da projeção da própria pessoa através da instituição religiosa, seja por meio de orações que são muito mais petições relacionadas com o mundo da matéria do que um encontro pessoal com o Deus vivo e verdadeiro. Passar pela porta estreita significa assumir que Deus é o centro da nossa vida.

reflexão sobre o Dízimo

A espiritualidade do Dízimo

O dízimo carrega uma surpreendente alegria no contribuinte. Aqueles que se devotam a esta causa se sentem mais animados, confortados e motivados para viver a comunhão. O dízimo, certamente, não é uma questão de dinheiro contrariando o que muitos podem pensar. Ele só tem sentido quando nasce de uma proposta para se fazer a experiência de Deus na vida cristã. Somos chamados e convocados a este desafio.

Em caso contrario, ele se torna frio e distante; por vezes indiferente. A espiritualidade reequilibra os desafios que o dízimo carrega em si. "Honra o Senhor com tua riqueza. Com as primícias de teus rendimentos. Os teus celeiros se encherão de trigo. Teus lagares transbordarão de vinho" (Pr 3,9-10). Contribuir quando se tem de sobra, de certa forma, não é muito dispendioso e difícil. Participar da comunhão alinha o desafio do dízimo cristão.

Se desejar ler, aceno: Gn 28, 20-22; Lv 27, 30-32; Nm 18, 25-26 e Ml 3, 6-10.

Fonte : Pe. Jerônimo Gasques

http://www.portalnexo.com.br/Conteudo/?p=conteudo&CodConteudo=12

Programe-se

Catequese com Adultos/ Paróquia NSª do Rosário - todo domingo das 08h30 as 10h00 / "Vida Sim, Aborto não!"

" Encontros Catequéticos domingo, as 08h30."

*Catequese com Adultos/ Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Vila Tesouro - São José dos Campos - SP. * "Vida sim, aborto não!

Este blog pode possuir foto (imagem) retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.