"Seja Bem vindo" - "Este é um espaço a serviço do Reino de Deus. Queremos fazer deste espaço um ponto de encontro com a Fé.” Encontros Catequéticos domingo, as 08h30. “Vida sim, aborto não!” "Este site usa cookies para ajudar a fornecer serviços. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies."

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

“É preciso mobilizar e dar importância à reflexão sobre a família”, diz dom João Bosco

Criada em 1992, a Semana Nacional da Família é um evento anual e integra o calendário das paróquias e comunidades de todo o Brasil. A atividade inicia neste domingo, 9 de agosto, Dia dos Pais, dentro do clima do mês vocacional, e prosseguirá até o próximo sábado, 15.
O tema central deste ano é "O amor é a nossa missão: a família plenamente viva". O evento é motivado pela Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF), organismo vinculado à Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

“A Semana Nacional da Família é um evento que vem crescendo a cada ano. Ela acontece num contexto importante de agosto, mês vocacional. É um mês que faz referência às diferentes vocações como a vida consagrada, dos pais, religiosos” pontua o bispo de Osasco (SP) e presidente da Comissão para a Vida e a Família da CNBB, dom João Bosco Barbosa.
Na oportunidade, o bispo deixa um convite: “Queremos convidar todas as famílias, especialmente aquelas que estão engajadas em pastorais e movimentos de família para que façam dessa semana um grande acontecimento em nosso país”.
Hora da Família
Para animar a atividade, a Comissão Nacional elabora o subsídio "Hora da Família", que começou a ser editado desde a vinda de São João Paulo II ao Brasil, em 1994, e passou a ser publicado anualmente, estando em sua 19ª edição.
Este ano, o subsídio está em sintonia com o tema do Encontro Mundial das Famílias, que acontecerá no mês de setembro, na Filadélfia, com presença do papa Francisco. São propostos sete encontros: Gerados no amor de Deus, Sexualidade: Dom de Deus, Homem e mulher construindo um matrimônio santo, Criando o futuro, Todo o amor dá frutos, Família, esperança de Deus para o mundo e Igreja, mãe e mestra.
“É preciso realmente mobilizar e dar importância a essa reflexão sobre a família em todos os âmbitos da nossa vida. Os temas aprofundados nos encontros do Hora da Família são especialmente apropriados para que possamos conduzir a Semana da Família com profundidade e muito conteúdo de estudo e espiritualidade”, explica dom João Bosco.
Sugestões de atividades
Durante a Semana da Família são sugeridas algumas atividades, dentro do contexto local. As escolas podem trabalhar sobre a realidade e os valores da família, além de momentos de estudos e palestras nas comunidades, com espaço para testemunhos de casais, de famílias, jovens e religiosos. Também são oportunas as vigílias pelas famílias nas comunidades; adoração ao Santíssimo em prol das famílias; procissão luminosa, reza do terço, fórum da família; seminários e eventos nas Câmaras Municipais, entre outras.
Dom Bosco recorda que a Semana da Família deve ser estendida para o ano todo, com motivações nas comunidades. “A temática família perpassa o ano todo, sendo uma reflexão transversal de toda ação evangelizadora da Igreja. A escolha de uma semana especial sobre a família é justamente para a reflexão não ficar apenas no âmbito eclesial, mas se trata de uma oportunidade de oferecer também à sociedade o debate referente aos desafios da família”, destaca o bispo.
Segundo o assessor nacional da Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF), padre Moacir Silva Arantes, a Semana Nacional da Família é uma expressão de diálogo da Igreja com a sociedade. “É um momento de dar um presente à família. E este presente é uma presença melhor e que possa enriquecer espiritualmente a sua convivência. Convido a todos para participar das celebrações, reflexões e debates da Semana Nacional da Família. Com certeza, por meio destes momentos você estará trazendo para dentro de sua casa um dom precioso de Deus para ajudá-los a viver mais felizes”, explica o sacerdote.
Saiba mais: www.cnpf.org.br
                           
http://www.cnbb.org.br/comissoes-episcopais-1/vida-e-familia/17084-e-preciso-mobilizar-e-dar-importancia-a-reflexao-sobre-a-familia-diz-dom-joao-bosco

"A catequese não prepara simplesmente para este ou aquele sacramento. O sacramento é uma consequência de uma adesão a proposta do Reino, vivida na Igreja (DNC 50)."

Documento Necessário para o Batismo e Crisma

Certidão de Nascimento ou Casamento do Batizando;

Comprovante de Casamento Civil e Religioso dos padrinhos;

Comprovante de Residência,

Cartões de encontro de Batismo dos padrinhos;

Documentos Necessários para Crisma:

RG do Crismando e Padrinho, Declaração de batismo do Crismando, Certidão ou declaração do Crisma do Padrinho, Certidão de Casamento Civil e Religioso do Padrinho/Madrinha e Crismando se casados.

Fonte: Catedral São Dimas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Reflexão

REFLEXÃO

A porta larga que o mundo oferece para as pessoas é a busca da felicidade a partir do acúmulo de bens e de riquezas. A porta estreita é aquela dos que colocam somente em Deus a causa da própria felicidade e procuram encontrar em Deus o sentido para a sua vida. De fato, muitas pessoas falam de Deus e praticam atos religiosos, porém suas vidas são marcadas pelo interesse material, sendo que até mesmo a religião se torna um meio para o maior crescimento material, seja através da busca da projeção da própria pessoa através da instituição religiosa, seja por meio de orações que são muito mais petições relacionadas com o mundo da matéria do que um encontro pessoal com o Deus vivo e verdadeiro. Passar pela porta estreita significa assumir que Deus é o centro da nossa vida.

reflexão sobre o Dízimo

A espiritualidade do Dízimo

O dízimo carrega uma surpreendente alegria no contribuinte. Aqueles que se devotam a esta causa se sentem mais animados, confortados e motivados para viver a comunhão. O dízimo, certamente, não é uma questão de dinheiro contrariando o que muitos podem pensar. Ele só tem sentido quando nasce de uma proposta para se fazer a experiência de Deus na vida cristã. Somos chamados e convocados a este desafio.

Em caso contrario, ele se torna frio e distante; por vezes indiferente. A espiritualidade reequilibra os desafios que o dízimo carrega em si. "Honra o Senhor com tua riqueza. Com as primícias de teus rendimentos. Os teus celeiros se encherão de trigo. Teus lagares transbordarão de vinho" (Pr 3,9-10). Contribuir quando se tem de sobra, de certa forma, não é muito dispendioso e difícil. Participar da comunhão alinha o desafio do dízimo cristão.

Se desejar ler, aceno: Gn 28, 20-22; Lv 27, 30-32; Nm 18, 25-26 e Ml 3, 6-10.

Fonte : Pe. Jerônimo Gasques

http://www.portalnexo.com.br/Conteudo/?p=conteudo&CodConteudo=12

Programe-se

Catequese com Adultos/ Paróquia NSª do Rosário - todo domingo das 08h30 as 10h00 / "Vida Sim, Aborto não!"

" Encontros Catequéticos domingo, as 08h30."

*Catequese com Adultos/ Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Vila Tesouro - São José dos Campos - SP. * "Vida sim, aborto não!

Este blog pode possuir foto (imagem) retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.