"Seja Bem vindo" - "Este é um espaço a serviço do Reino de Deus. Queremos fazer deste espaço um ponto de encontro com a Fé.” Encontros Catequéticos domingo, as 08h30. “Vida sim, aborto não!” "Este site usa cookies para ajudar a fornecer serviços. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies."

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Homem e mulher

Dom Dadeus Grings

Arcebispo Emérito de Porto Alegre
Homem e mulher


A sociedade brasileira sentiu-se agredida pelo projeto enviado aos Estados e Municípios sem contemplar as emendas já introduzidas no Plano Nacional da Educação pelo Parlamento nacional. Além da agressão às formalidades da tramitação, o problema está na pretensão de desconstruir a normalidade da convivência humana, a partir de uma ideologia que, sob todos os pontos de vista, se revelou atentatória ao bem comum e falsa nos seus fundamentos. Parece que haja pessoas – felizmente uma minoria, mas bem ativa – que não se convenceram disto, nem após a implosão do regime soviético.

O problema de fundo está na desconstrução da família, como base da sociedade. É pena que, por causa deste viés, se jogue no lixo um amplo programa de educação social. O Papa Francisco, na sua exortação apostólica sobre a Alegria do Evangelho, adverte que a realidade á mais importante que as idéias. Isto significa que a verdade não está nas idéias, mas na sua adequação à realidade. Há algo de objetivo que garante a verdade das proposições. E é isto que deve ser procurado.
A grande questão do projeto educativo se fixou no que chamam de gênero. Diz que a sexualidade humana é de livre escolha, significando que as idéias estão acima da realidade. Fala-se por isso de ideologia. Na verdade nossa linguagem está baseada no gênero. As línguas neolatinas eliminaram o neutro, classificando todos os substantivos no gênero masculino ou feminino. Urge-se a concordância dos adjetivos ao seu gênero. Quem não o fizer está errando a linguagem, ofendendo o ouvido e a sensibilidade de quem recebe a mensagem.
A sociedade tem distinguido, de muitos modos, o gênero dos seres vivos. Nas plantas e nos animais a questão é exclusivamente biológica. No plano humano, a partir do uso da razão, se introduzem novas modalidades, muitas das quais se atêm exclusivamente à cultura de cada povo. Seja exemplo o modo de vestir, de se arrumar, de pintar o cabelo, os lábios e as unhas, no perfume a ser usado e alguns costumes de relacionamento... A previdência social, não sem certa contradição, com os dados da longevidade, estabelece uma idade inferior às mulheres para a aposentadoria. O mesmo acontece com o dispositivo jurídico da maioridade. Dentro do regime do gênero, será dado a cada um optar pelo regime que quer seguir, tanto para a aposentadoria, para a maioridade como para os banheiros?
Ao longo de um amplo e intenso desenvolvimento humano em acolher as características de cada sexo, tentou-se proteger a população de eventuais abusos, hoje particularmente da pedofilia. Reconhece-se a necessidade de amparar a pessoa humana contra aberrações que se concentram particularmente na sexualidade, tentando evitar a promiscuidade e os crimes ligados a esta esfera. Reconhecemos a inocência das crianças que devem ser protegidas, tanto dos meios de comunicação como na convivência diária,sob pena de traumas irreparáveis.
No passado não muito remoto, a questão da sexualidade era encoberta pelo pudor. Em muitos ambientes se considerava um tabu. Só transbordava nas piadas que desciam abaixo da cintura. Hoje, ao invés, o tema é amplamente ventilado. Quer-se inseri-lo até nas escolas. Na Alemanha se falava da curiosidade mórbida de espiar por debaixo das cobertas. O resultado foi funesto, gerando uma sér4ie de crimes passionais, que hoje abalam a sociedade.
A pergunta que se faz é como tratar destes assuntos. Quando a opinião pública começa a concentrar sua atenção sobre a sexualidade, somos forçados a dar razão a Freud de que a vida humana se reduz a ela. A primeira resposta a este desvio está em não confundir os sexos, nem reduzi-los a puras idéias, eventualmente manipuláveis pela educação. As consequências são suficientemente trágicas para não se perceber sua gravidade.
Há, infelizmente, uma campanha amplamente orquestrada, de destruição da família. Quer-se tirar-lhe o suporte da natureza, flexibilizando suas propriedades. A família certamente está ligada à sexualidade. Por isso o ambiente próprio para a sua educação está ali: um pai, uma mãe e seus filhos, irmãos e irmãs. Há uma base biológica, muito anterior às idéias e à organização estatal. Ali se encontra vida, amor e uma rica diversidade de relações de esposo e esposa, de pais e filhos, de irmãos e irmãs, de tios e tias, primos e primas....
O Papa João Paulo II, na sua exortação apostólica sobre a família, assegurou que a futuro da humanidade passa pela família. O Papa Bento XVI, na mesma direção, proclamou a família patrimônio da humanidade. Deve-se, por isso, investir nela. Ali encontramos os melhores momentos de nossa vida. O tempo que lhe dedicamos a torna tão importante para nós. Na minha cartilha sobre as 10 maravilhas da natureza, coloquei-a com destaque. Ela é bela e encanta!
http://www.cnbb.org.br/artigos-dos-bispos-1/dom-dadeus-grings/17100-dom-dadeus-grings

"A catequese não prepara simplesmente para este ou aquele sacramento. O sacramento é uma consequência de uma adesão a proposta do Reino, vivida na Igreja (DNC 50)."

Documento Necessário para o Batismo e Crisma

Certidão de Nascimento ou Casamento do Batizando;

Comprovante de Casamento Civil e Religioso dos padrinhos;

Comprovante de Residência,

Cartões de encontro de Batismo dos padrinhos;

Documentos Necessários para Crisma:

RG do Crismando e Padrinho, Declaração de batismo do Crismando, Certidão ou declaração do Crisma do Padrinho, Certidão de Casamento Civil e Religioso do Padrinho/Madrinha e Crismando se casados.

Fonte: Catedral São Dimas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Reflexão

REFLEXÃO

A porta larga que o mundo oferece para as pessoas é a busca da felicidade a partir do acúmulo de bens e de riquezas. A porta estreita é aquela dos que colocam somente em Deus a causa da própria felicidade e procuram encontrar em Deus o sentido para a sua vida. De fato, muitas pessoas falam de Deus e praticam atos religiosos, porém suas vidas são marcadas pelo interesse material, sendo que até mesmo a religião se torna um meio para o maior crescimento material, seja através da busca da projeção da própria pessoa através da instituição religiosa, seja por meio de orações que são muito mais petições relacionadas com o mundo da matéria do que um encontro pessoal com o Deus vivo e verdadeiro. Passar pela porta estreita significa assumir que Deus é o centro da nossa vida.

reflexão sobre o Dízimo

A espiritualidade do Dízimo

O dízimo carrega uma surpreendente alegria no contribuinte. Aqueles que se devotam a esta causa se sentem mais animados, confortados e motivados para viver a comunhão. O dízimo, certamente, não é uma questão de dinheiro contrariando o que muitos podem pensar. Ele só tem sentido quando nasce de uma proposta para se fazer a experiência de Deus na vida cristã. Somos chamados e convocados a este desafio.

Em caso contrario, ele se torna frio e distante; por vezes indiferente. A espiritualidade reequilibra os desafios que o dízimo carrega em si. "Honra o Senhor com tua riqueza. Com as primícias de teus rendimentos. Os teus celeiros se encherão de trigo. Teus lagares transbordarão de vinho" (Pr 3,9-10). Contribuir quando se tem de sobra, de certa forma, não é muito dispendioso e difícil. Participar da comunhão alinha o desafio do dízimo cristão.

Se desejar ler, aceno: Gn 28, 20-22; Lv 27, 30-32; Nm 18, 25-26 e Ml 3, 6-10.

Fonte : Pe. Jerônimo Gasques

http://www.portalnexo.com.br/Conteudo/?p=conteudo&CodConteudo=12

Programe-se

Catequese com Adultos/ Paróquia NSª do Rosário - todo domingo das 08h30 as 10h00 / "Vida Sim, Aborto não!"

" Encontros Catequéticos domingo, as 08h30."

*Catequese com Adultos/ Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Vila Tesouro - São José dos Campos - SP. * "Vida sim, aborto não!

Este blog pode possuir foto (imagem) retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.