"Seja Bem vindo" - "Este é um espaço a serviço do Reino de Deus. Queremos fazer deste espaço um ponto de encontro com a Fé.” Encontros Catequéticos domingo, as 08h30. “Vida sim, aborto não!” "Este site usa cookies para ajudar a fornecer serviços. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies."

terça-feira, 7 de março de 2017

Permanente êxodo

Dom Paulo Mendes Peixoto
Arcebispo de Uberaba


A vida da pessoa humana é marcada por uma permanente caminhada com o objetivo de chegar à plena realização pessoal. Com o antigo patriarca Abraão também foi assim: ir ao encontro da terra prometida. Na sua visão, essa seria uma “terra sem males”, que podemos chamar hoje de sociedade justa e de paz. Mas o caminho tem muitas marcas de fragilidade, que precisam ser ultrapassadas.

A Quaresma faz parte do caminho do cristão. Ela é tempo de penitência, de conversão e de discernimento consciente nas diversas encruzilhadas que vão sendo encontradas. Esse não é um caminho fácil, porque supõe autêntica coerência na fé, muito sacrifício e renúncia. É fazer a escolha do caminho certo no meio da emaranhada possibilidade de estradas dos novos tempos.
A dimensão avantajada que temos no território brasileiro e a rica diversidade nele existente, principalmente quando visualizamos o formato de seus biomas, entendemos o porquê de tanta migração interna no país. O povo vive caminhando em busca de melhores condições de vida. Ele é provocado por fatores climáticos, pela atuação das grandes empresas, pela destruição, o desemprego etc.
O Brasil continua com permanente êxodo rural. Nenhum pequeno proprietário consegue se sobreviver no campo, com sua economia familiar, sofrendo a pressão da monocultura da cana, do eucalipto, ou da soja. Além disso, temos a violência no campo, nas casas, nas fazendas. Os assaltantes estão também saindo das cidades, deixando os moradores da zona rural inseguros.
As cidades se tornaram permanente refúgio dos migrantes. Eles deixam suas terras, seu habitat de origem e se tornam massa na periferia dos grandes centros urbanos. Em geral, enfrentam uma realidade de sofrimento, de fome, de violência e de envolvimento com o mundo das drogas, que passa a ser seu “ganha pão” para se sobreviverem. A realidade agora tem muito a marca da violência.
O Projeto libertador de Deus acontece numa dinâmica que transfigura a vida das pessoas. Caminhar na fé significa desinstalar-se e sair do comodismo para enfrentar nova realidade. Aí deve existir a marca da justiça e da vontade de Deus. É uma tarefa de seguimento de Jesus Cristo que se transfigura no monte, mas desce para ir ao encontro das pessoas mais necessitadas da sociedade.

http://www.cnbb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=20394:permanente-exodo&catid=369&Itemid=204

"A catequese não prepara simplesmente para este ou aquele sacramento. O sacramento é uma consequência de uma adesão a proposta do Reino, vivida na Igreja (DNC 50)."

Documento Necessário para o Batismo e Crisma

Certidão de Nascimento ou Casamento do Batizando;

Comprovante de Casamento Civil e Religioso dos padrinhos;

Comprovante de Residência,

Cartões de encontro de Batismo dos padrinhos;

Documentos Necessários para Crisma:

RG do Crismando e Padrinho, Declaração de batismo do Crismando, Certidão ou declaração do Crisma do Padrinho, Certidão de Casamento Civil e Religioso do Padrinho/Madrinha e Crismando se casados.

Fonte: Catedral São Dimas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Reflexão

REFLEXÃO

A porta larga que o mundo oferece para as pessoas é a busca da felicidade a partir do acúmulo de bens e de riquezas. A porta estreita é aquela dos que colocam somente em Deus a causa da própria felicidade e procuram encontrar em Deus o sentido para a sua vida. De fato, muitas pessoas falam de Deus e praticam atos religiosos, porém suas vidas são marcadas pelo interesse material, sendo que até mesmo a religião se torna um meio para o maior crescimento material, seja através da busca da projeção da própria pessoa através da instituição religiosa, seja por meio de orações que são muito mais petições relacionadas com o mundo da matéria do que um encontro pessoal com o Deus vivo e verdadeiro. Passar pela porta estreita significa assumir que Deus é o centro da nossa vida.

reflexão sobre o Dízimo

A espiritualidade do Dízimo

O dízimo carrega uma surpreendente alegria no contribuinte. Aqueles que se devotam a esta causa se sentem mais animados, confortados e motivados para viver a comunhão. O dízimo, certamente, não é uma questão de dinheiro contrariando o que muitos podem pensar. Ele só tem sentido quando nasce de uma proposta para se fazer a experiência de Deus na vida cristã. Somos chamados e convocados a este desafio.

Em caso contrario, ele se torna frio e distante; por vezes indiferente. A espiritualidade reequilibra os desafios que o dízimo carrega em si. "Honra o Senhor com tua riqueza. Com as primícias de teus rendimentos. Os teus celeiros se encherão de trigo. Teus lagares transbordarão de vinho" (Pr 3,9-10). Contribuir quando se tem de sobra, de certa forma, não é muito dispendioso e difícil. Participar da comunhão alinha o desafio do dízimo cristão.

Se desejar ler, aceno: Gn 28, 20-22; Lv 27, 30-32; Nm 18, 25-26 e Ml 3, 6-10.

Fonte : Pe. Jerônimo Gasques

http://www.portalnexo.com.br/Conteudo/?p=conteudo&CodConteudo=12

Programe-se

Catequese com Adultos/ Paróquia NSª do Rosário - todo domingo das 08h30 as 10h00 / "Vida Sim, Aborto não!"

" Encontros Catequéticos domingo, as 08h30."

*Catequese com Adultos/ Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Vila Tesouro - São José dos Campos - SP. * "Vida sim, aborto não!

Este blog pode possuir foto (imagem) retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.