"Seja Bem vindo" - "Este é um espaço a serviço do Reino de Deus. Queremos fazer deste espaço um ponto de encontro com a Fé.” Encontros Catequéticos domingo, as 08h30. “Vida sim, aborto não!” "Este site usa cookies para ajudar a fornecer serviços. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies."

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Dia das Mães: Papa Francisco fala da Mãe Maria

 12/05/2017  Homenagem

As palavras do papa Francisco aos participantes da audiência geral do último dia 10 de maio apresentam elementos de Maria, a mãe de Deus, que podem orientar para a virtude da esperança e para um caminho motivador diante das dificuldades. Às mães, que celebram seu dia neste domingo, 14, é um roteiro com as dimensões daquela que foi, como disse o pontífice, “a maior e a melhor das Mães”.

Esperança, coragem, obediência, silêncio, escuta e presença são os elementos, segundo a reflexão do papa Francisco, que nutrem o amor filial dos cristãos por Maria. “Não somos órfãos: temos uma mãe no céu, que é a Santa Mãe de Deus. Porque nos ensina a virtude da esperança, até quando tudo parece sem sentido: ela permanece sempre confiante no mistério de Deus, até quando Ele parece desaparecer por culpa do mal do mundo”, disse Francisco.
Seguindo o itinerário de catequeses sobre a esperança cristã, o papa explicou que o “sim” de Maria foi corajoso: “ainda na flor da idade, ela respondeu com coragem, não obstante nada soubesse do destino que a esperava. Maria, naquele instante, parece uma das muitas mães do nosso mundo, corajosas até ao extremo quando se trata de acolher no próprio ventre a história de um novo homem que nasce”.
“Aquele ‘sim’ foi o primeiro passo de uma longa lista de obediências que acompanharão todo o seu itinerário de mãe”, continuou Francisco, ressaltando a expressão “longa lista de obediências”. Já o silêncio de Maria, o modelo de mãe, põe em evidência a meditação sobre as palavras e os acontecimentos em seu coração, mesmo quando não havia compreendido tudo o que acontecia em seu redor.
Às mães deste tempo, diante de tantas dificuldades, há a possibilidade de imitar o “perfil belíssimo da psicologia de Maria”, que de acordo com Francisco não é uma mulher que se deprime face às incertezas da vida, especialmente quando nada parece correr bem. “Nem sequer uma mulher que protesta com violência, que se enfurece contra o destino da vida que muitas vezes nos revela um semblante hostil. Ao contrário, é uma mulher que ouve”. A escuta tem uma “grande relação” com a esperança. “Maria acolhe a existência do modo como se apresenta a nós, com os seus dias felizes, mas também com as suas tragédias que nunca gostaríamos de ter encontrado. Até à noite suprema de Maria, quando o seu Filho foi pregado na cruz”, explica o papa.
Maria ‘estava’
A presença de Maria nos momentos mais importantes da vida de Jesus, até quando grande parte dos amigos haviam fugido por terem medo, revela uma virtude: “as mães não traem”. “Maria está fielmente presente, cada vez que surge a necessidade de manter uma vela acesa num lugar de bruma e neblina”, disse Francisco. A discreta presença de Nossa Senhora nos textos dos Evangelhos foi ressaltada na reflexão de Bergoglio, assim como a presença que também demonstra o sofrimento das mães: “todos nós conhecemos mulheres fortes que enfrentaram muitos sofrimentos dos filhos!”, lembrou o papa.
Maria está presente no nascimento da Igreja. “Ela, mãe de esperança, no meio daquela comunidade de discípulos tão frágeis: um negou, muitos fugiram, todos sentiram medo. Mas ela simplesmente estava ali, do modo mais normal, como se fosse algo totalmente natural: na primeira Igreja envolvida pela luz da Ressurreição, mas também pelos tremores dos primeiros passos que devia dar no mundo”, contou o bispo de Roma.
O conselho do papa é que nos momentos de dificuldade, “Maria, a Mãe que Jesus ofereceu a todos nós, possa sempre amparar os nossos passos e dizer ao nosso coração: ‘Levanta-te! Olha em frente, olha para o horizonte’, porque Ela é Mãe de esperança”.
http://cnbb.net.br/catequese-do-papa-francisco-maria-mae-da-esperanca/

"A catequese não prepara simplesmente para este ou aquele sacramento. O sacramento é uma consequência de uma adesão a proposta do Reino, vivida na Igreja (DNC 50)."

Documento Necessário para o Batismo e Crisma

Certidão de Nascimento ou Casamento do Batizando;

Comprovante de Casamento Civil e Religioso dos padrinhos;

Comprovante de Residência,

Cartões de encontro de Batismo dos padrinhos;

Documentos Necessários para Crisma:

RG do Crismando e Padrinho, Declaração de batismo do Crismando, Certidão ou declaração do Crisma do Padrinho, Certidão de Casamento Civil e Religioso do Padrinho/Madrinha e Crismando se casados.

Fonte: Catedral São Dimas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Reflexão

REFLEXÃO

A porta larga que o mundo oferece para as pessoas é a busca da felicidade a partir do acúmulo de bens e de riquezas. A porta estreita é aquela dos que colocam somente em Deus a causa da própria felicidade e procuram encontrar em Deus o sentido para a sua vida. De fato, muitas pessoas falam de Deus e praticam atos religiosos, porém suas vidas são marcadas pelo interesse material, sendo que até mesmo a religião se torna um meio para o maior crescimento material, seja através da busca da projeção da própria pessoa através da instituição religiosa, seja por meio de orações que são muito mais petições relacionadas com o mundo da matéria do que um encontro pessoal com o Deus vivo e verdadeiro. Passar pela porta estreita significa assumir que Deus é o centro da nossa vida.

reflexão sobre o Dízimo

A espiritualidade do Dízimo

O dízimo carrega uma surpreendente alegria no contribuinte. Aqueles que se devotam a esta causa se sentem mais animados, confortados e motivados para viver a comunhão. O dízimo, certamente, não é uma questão de dinheiro contrariando o que muitos podem pensar. Ele só tem sentido quando nasce de uma proposta para se fazer a experiência de Deus na vida cristã. Somos chamados e convocados a este desafio.

Em caso contrario, ele se torna frio e distante; por vezes indiferente. A espiritualidade reequilibra os desafios que o dízimo carrega em si. "Honra o Senhor com tua riqueza. Com as primícias de teus rendimentos. Os teus celeiros se encherão de trigo. Teus lagares transbordarão de vinho" (Pr 3,9-10). Contribuir quando se tem de sobra, de certa forma, não é muito dispendioso e difícil. Participar da comunhão alinha o desafio do dízimo cristão.

Se desejar ler, aceno: Gn 28, 20-22; Lv 27, 30-32; Nm 18, 25-26 e Ml 3, 6-10.

Fonte : Pe. Jerônimo Gasques

http://www.portalnexo.com.br/Conteudo/?p=conteudo&CodConteudo=12

Programe-se

Catequese com Adultos/ Paróquia NSª do Rosário - todo domingo das 08h30 as 10h00 / "Vida Sim, Aborto não!"

" Encontros Catequéticos domingo, as 08h30."

*Catequese com Adultos/ Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Vila Tesouro - São José dos Campos - SP. * "Vida sim, aborto não!

Este blog pode possuir foto (imagem) retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.