"Seja Bem vindo" - "Este é um espaço a serviço do Reino de Deus. Queremos fazer deste espaço um ponto de encontro com a Fé.” Encontros Catequéticos domingo, as 08h30. “Vida sim, aborto não!” "Este site usa cookies para ajudar a fornecer serviços. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies."

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

O amor é nossa missão: a família plenamente viva

Dom Roberto Francisco Ferrería Paz

O amor é nossa missão: a família plenamente viva

Dom Roberto Francisco Ferreria PazBispo de Campos

Iniciamos neste domingo com o tema acima proposto a semana nacional da família, que é o mesmo que iluminará o VIII Encontro Mundial das famílias com o Papa Francisco, em Philadelphia, no mês de setembro. É importante afirmar que a família tem como missão irradiar e educar para o amor, pois ela transparece a caridade agápica do Pai e a comunhão da Santíssima Trindade da qual é um ícone convincente e sempre revelador.

Mas é oportuno e urgente testemunhar que está plenamente viva, diante dos agoureiros Pós-modernos que vaticinam que ela já era, profecia mandada pelos engenheiros sociais que sabem que para dominar um povo e explorar suas riquezas é necessário eliminar a sua força como pensava o Faraó do Egito. Tratam de desprezá-la denominando-a de família tradicional, ou ainda propagando aos quatro ventos que há vários modelos de família e uma diversidade de sexos.
Tem se chamado este processo de desconstrução da família, de liquefação de sua estrutura normativa, rompendo com as funções e relacionamentos básicos e permanentes da paternidade e maternidade, filiação e fraternidade, nupcialidade e conjugalidade. Mas ela mostra uma resiliência assombrosa, como aquele boneco João Teimoso, ela se inclina para um lado ou para outro mas volta a ficar sempre de pé, provando que a primeira instituição desejada e querida por Deus tem uma arquitetura e um DNA divinos, sendo impossível destruí-la totalmente. É pena que autoridades e governantes se esqueçam disto e que não só não apóiem a família,  mas a condenem a marginalização ou a dependência.
Enquanto não a tornarmos sujeito e protagonista das políticas públicas defendendo seus direitos fundamentais, teremos o dissabor de vermos a violência aumentar, a irresponsabilidade e o descaso com as crianças e os idosos chegar a situações degradantes, a cidadania ficar refém dos corruptos e vende pátrias, e o patrimônio público ser inescrupulosamente escorraçado.
Um projeto sério e claro de Nação passa por defender e anunciar a beleza de ser e de ter uma família, o caminho de reconstrução do Brasil, do resgate da ética e da salvação da terra, tem o mesmo logradouro e meta: a civilização do amor centrada na família comunidade de pessoas unidas pelo sangue e pela fé, pelos vínculos duradouros da conjugalidade e do matrimônio, da aliança amorosa e permanente. Obrigado pela vocação e missão das famílias brasileiras. Deus seja louvado!

http://www.cnbb.org.br/artigos-dos-bispos-1/dom-roberto-francisco-ferreria-paz-1/17086-o-amor-e-nossa-missao-a-familia-plenamente-viva

"A catequese não prepara simplesmente para este ou aquele sacramento. O sacramento é uma consequência de uma adesão a proposta do Reino, vivida na Igreja (DNC 50)."

Documento Necessário para o Batismo e Crisma

Certidão de Nascimento ou Casamento do Batizando;

Comprovante de Casamento Civil e Religioso dos padrinhos;

Comprovante de Residência,

Cartões de encontro de Batismo dos padrinhos;

Documentos Necessários para Crisma:

RG do Crismando e Padrinho, Declaração de batismo do Crismando, Certidão ou declaração do Crisma do Padrinho, Certidão de Casamento Civil e Religioso do Padrinho/Madrinha e Crismando se casados.

Fonte: Catedral São Dimas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Reflexão

REFLEXÃO

A porta larga que o mundo oferece para as pessoas é a busca da felicidade a partir do acúmulo de bens e de riquezas. A porta estreita é aquela dos que colocam somente em Deus a causa da própria felicidade e procuram encontrar em Deus o sentido para a sua vida. De fato, muitas pessoas falam de Deus e praticam atos religiosos, porém suas vidas são marcadas pelo interesse material, sendo que até mesmo a religião se torna um meio para o maior crescimento material, seja através da busca da projeção da própria pessoa através da instituição religiosa, seja por meio de orações que são muito mais petições relacionadas com o mundo da matéria do que um encontro pessoal com o Deus vivo e verdadeiro. Passar pela porta estreita significa assumir que Deus é o centro da nossa vida.

reflexão sobre o Dízimo

A espiritualidade do Dízimo

O dízimo carrega uma surpreendente alegria no contribuinte. Aqueles que se devotam a esta causa se sentem mais animados, confortados e motivados para viver a comunhão. O dízimo, certamente, não é uma questão de dinheiro contrariando o que muitos podem pensar. Ele só tem sentido quando nasce de uma proposta para se fazer a experiência de Deus na vida cristã. Somos chamados e convocados a este desafio.

Em caso contrario, ele se torna frio e distante; por vezes indiferente. A espiritualidade reequilibra os desafios que o dízimo carrega em si. "Honra o Senhor com tua riqueza. Com as primícias de teus rendimentos. Os teus celeiros se encherão de trigo. Teus lagares transbordarão de vinho" (Pr 3,9-10). Contribuir quando se tem de sobra, de certa forma, não é muito dispendioso e difícil. Participar da comunhão alinha o desafio do dízimo cristão.

Se desejar ler, aceno: Gn 28, 20-22; Lv 27, 30-32; Nm 18, 25-26 e Ml 3, 6-10.

Fonte : Pe. Jerônimo Gasques

http://www.portalnexo.com.br/Conteudo/?p=conteudo&CodConteudo=12

Programe-se

Catequese com Adultos/ Paróquia NSª do Rosário - todo domingo das 08h30 as 10h00 / "Vida Sim, Aborto não!"

" Encontros Catequéticos domingo, as 08h30."

*Catequese com Adultos/ Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Vila Tesouro - São José dos Campos - SP. * "Vida sim, aborto não!

Este blog pode possuir foto (imagem) retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.