"Seja Bem vindo" - "Este é um espaço a serviço do Reino de Deus. Queremos fazer deste espaço um ponto de encontro com a Fé.” Encontros Catequéticos domingo, as 08h30. “Vida sim, aborto não!” "Este site usa cookies para ajudar a fornecer serviços. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies."

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Festa de Cristo Rei do Universo: culminância da caminhada do ano litúrgico


Festa de Cristo Rei do Universo: culminância da caminhada do ano litúrgico
Neste domingo, 26 de novembro, a Igreja celebra a Solenidade de Jesus Cristo, rei do universo, quando recorda o triunfo sobre o império do pecado e da morte. Não é o encerramento do Ano Litúrgico, mas a culminância de uma caminhada, na qual se contempla Jesus como centralidade da vida. No mesmo dia aqui no Brasil, a Igreja abre oficialmente o Ano Nacional do Laicato, com o tema “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino” e o lema “Sal da terra e luz do mundo”.

CNBB/Maurício Sant’Ana | Dom Leonardo Steiner
O bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Leonardo Ulrich Steiner, explica que o Ano Litúrgico, concluído com esta solenidade, “é uma caminhada que nós fazemos”.
“Nós nos preparamos para a visita que o Senhor nos faz, Ele vem até nós, nos admiramos com a sua presença nascida no meio de nós, participamos da alegria do céu e da terra de Tê-lo no meio de nós; o acompanhamos peregrinando neste mundo ouvindo sua palavra, vendo seus gestos, percebendo como Ele está próximo de nós; participamos da sua dor, do seu sofrimento, da sua morte e contemplamos sua ressurreição. Ao mesmo tempo, percebemos que Ele continua no meio de nós, mas se afasta, não é um afastamento geográfico, mas um afastamento de nós caminharmos agora à luz da fé, sem Tê-lo diante dos nossos olhos. E essa caminhada litúrgica que vamos fazendo culmina com a festa de Cristo Rei”.

CNBB/Maurício Sant’Ana | Painel da capela Nossa Senhora Aparecida, na sede da CNBB
Dom Leonardo ressalta que “Cristo é a razão do nosso viver, a razão de ser da Igreja, da existência humana, da criação de todo o universo”. Esta é a razão da contemplação de Jesus como a centralidade da vida. Celebra-se Jesus como Rei do Universo porque “tudo converge para Ele e agora todo o Universo Dele vive, porque Ele redimiu, restaurou todas as coisas, foram todos restaurados em Cristo”.
Mas o foco não é a coroa e o poder, segundo dom Leonardo. “Contemplamos como Rei do serviço, rei a serviço de todas as pessoas e que sabe acolher e cuidar de todos”, afirma. Neste sentido de conclusão do Ano Litúrgico e de início de um novo, é um ciclo que vai entrando dentro do outro e “vamos assim crescendo na fé através das celebrações litúrgicas”.
Ano Nacional do Laicato
A solenidade de Cristo Rei também ocasião em que a Igreja celebra o Dia do Leigo. Por decisão da Assembleia Geral da CNBB, será dado início ao Ano Nacional do Laicato, um compromisso assumido pelos bispos do Brasil também no Documento 105 da CNBB, sobre os cristão leigos e leigas.
Dom Leonardo ressalta a pertença de todos os batizados como membros da Igreja. Para ele, “refletir sobre a missão do leigo é refletir sobre a missão da Igreja”. O secretário-geral da Conferência ainda destaca que o leigo está a serviço de todas as pessoas como estão os diversos ministérios a serviço de todos: “o leigo testemunha o Evangelho no meio da sociedade”.
Uma motivação para o Ano do Laicato é retomar a grandeza do batismo, “porque ali somos todos participantes do sacerdócio de Jesus, todos os que oferecem, são celebrantes, evangelizadores. Todos nós assumimos a missão que Jesus deixou à Igreja de evangelizar, de anunciar o Reino da verdade, da justiça, do amor e da paz”. Para dom Leonardo é um momento para perceber a presença vital da Igreja no mundo.

http://cnbb.net.br/festa-de-cristo-rei-do-universo-culminancia-da-caminhada-do-ano-liturgico/

"A catequese não prepara simplesmente para este ou aquele sacramento. O sacramento é uma consequência de uma adesão a proposta do Reino, vivida na Igreja (DNC 50)."

Documento Necessário para o Batismo e Crisma

Certidão de Nascimento ou Casamento do Batizando;

Comprovante de Casamento Civil e Religioso dos padrinhos;

Comprovante de Residência,

Cartões de encontro de Batismo dos padrinhos;

Documentos Necessários para Crisma:

RG do Crismando e Padrinho, Declaração de batismo do Crismando, Certidão ou declaração do Crisma do Padrinho, Certidão de Casamento Civil e Religioso do Padrinho/Madrinha e Crismando se casados.

Fonte: Catedral São Dimas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Reflexão

REFLEXÃO

A porta larga que o mundo oferece para as pessoas é a busca da felicidade a partir do acúmulo de bens e de riquezas. A porta estreita é aquela dos que colocam somente em Deus a causa da própria felicidade e procuram encontrar em Deus o sentido para a sua vida. De fato, muitas pessoas falam de Deus e praticam atos religiosos, porém suas vidas são marcadas pelo interesse material, sendo que até mesmo a religião se torna um meio para o maior crescimento material, seja através da busca da projeção da própria pessoa através da instituição religiosa, seja por meio de orações que são muito mais petições relacionadas com o mundo da matéria do que um encontro pessoal com o Deus vivo e verdadeiro. Passar pela porta estreita significa assumir que Deus é o centro da nossa vida.

reflexão sobre o Dízimo

A espiritualidade do Dízimo

O dízimo carrega uma surpreendente alegria no contribuinte. Aqueles que se devotam a esta causa se sentem mais animados, confortados e motivados para viver a comunhão. O dízimo, certamente, não é uma questão de dinheiro contrariando o que muitos podem pensar. Ele só tem sentido quando nasce de uma proposta para se fazer a experiência de Deus na vida cristã. Somos chamados e convocados a este desafio.

Em caso contrario, ele se torna frio e distante; por vezes indiferente. A espiritualidade reequilibra os desafios que o dízimo carrega em si. "Honra o Senhor com tua riqueza. Com as primícias de teus rendimentos. Os teus celeiros se encherão de trigo. Teus lagares transbordarão de vinho" (Pr 3,9-10). Contribuir quando se tem de sobra, de certa forma, não é muito dispendioso e difícil. Participar da comunhão alinha o desafio do dízimo cristão.

Se desejar ler, aceno: Gn 28, 20-22; Lv 27, 30-32; Nm 18, 25-26 e Ml 3, 6-10.

Fonte : Pe. Jerônimo Gasques

http://www.portalnexo.com.br/Conteudo/?p=conteudo&CodConteudo=12

Programe-se

Catequese com Adultos/ Paróquia NSª do Rosário - todo domingo das 08h30 as 10h00 / "Vida Sim, Aborto não!"

" Encontros Catequéticos domingo, as 08h30."

*Catequese com Adultos/ Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Vila Tesouro - São José dos Campos - SP. * "Vida sim, aborto não!

Este blog pode possuir foto (imagem) retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.