"Seja Bem vindo" - "Este é um espaço a serviço do Reino de Deus. Queremos fazer deste espaço um ponto de encontro com a Fé.” Encontros Catequéticos domingo, as 08h30. “Vida sim, aborto não!” "Este site usa cookies para ajudar a fornecer serviços. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies."

quinta-feira, 19 de abril de 2018

PDEP: Ação Evangelizadora Paroquial e a Escola Catequética Diocesana

O documento conclusivo do I Sínodo Diocesano, realizado de setembro de 2008 a julho de 2010, ressalta a importância da busca pelo conhecimento da parte do catequista, bem como o leigo na função de protagonista da missão evangelizadora. Assim, o objetivo, portanto, é que um discípulo bem formado seja um missionário capacitado.
Com base nas orientações do Plano Diocesano de Evangelização e Pastoral (PDEP), no Projeto Estratégico 9, foi articulada a criação da Escola Catequética Diocesana (ECAT) nas Regiões Pastorais.  Iniciada em fevereiro desse ano, a Escola Bíblico-Catequética está presente nas Regiões Pastorais, sendo uma resposta para a urgência de uma formação sistemática, a fim de que os catequistas tenham sempre em mente a importância de uma evangelização renovada, atualizada, dinâmica e comprometida com uma espiritualidade de seguimento a Jesus Cristo e de pertença à Comunidade Eclesial.
A Comissão Diocesana para a Animação Bíblico-Catequética reuniu-se em meados do mês de outubro para criação de um grupo específico de alinhamento, articulação e desenvolvimento das escolas nas regiões. Pe. Edinei Evaldo Batista, Pe. Thiago Dias Domiciano e Pe. Éverton Machado dos Santos, assessores para a Animação Bíblico Catequética e os representantes da comissão nas regiões pastorais, coordenação diocesana e a coordenadora da Escola Catequética Diocesana já existente na Diocese discutiram o caminho a ser seguido com o projeto.
“A intenção é facilitar o acesso a uma formação inicial de qualidade para os catequistas, por isso, elas são oferecidas nas Regiões Pastorais e as aulas tem duração de um ano. O conteúdo formativo abrange aspectos bíblico, teológico, pastoral e metodológico. Atualmente, todas as regiões estão contempladas, sendo que as regiões III e IV são atendidas pela mesma ECAT”, explica Pe. Éverton.
Para 2018, 612 catequistas foram inscritos, divididos pelas seis turmas. A meta do PDEP é que até 2021, todos os catequistas da Diocese tenham concluído a formação, uma vez que, em 2022, será exigido o certificado das Escolas Catequéticas para ingresso na pastoral nas paróquias. A proposta é que todos os habilitados recebam o Ministério Extraordinário da Catequese.

  • Conheça o Plano Diocesano de Evangelização e Pastoral AQUI.
Os resultados. Ainda que a curto prazo, percebe-se o entusiasmo dos catequistas ao adquirirem novos conhecimentos, mas, a médio e a longo prazo será possível constatar um grupo de catequistas melhor formado e, por isso mesmo, melhor preparado em responder aos desafios que se impõem à Iniciação à Vida Cristã, conforme já foi mencionado no início da reportagem. Certamente, a catequese não precisa apenas de catequistas bem formados no sentido acadêmico. Sobretudo, é necessária uma espiritualidade de comunhão com o Cristo vivo através da Igreja. “Isso não poderá nunca desaparecer no horizonte do educador da fé. No entanto, desprezar uma boa formação seria desprezar o sopro do Espírito que quer nos capacitar sempre mais para a missão”, assegura Pe. Éverton.
Uma das metas do Projeto 9 é promover a capacitação dos catequistas para que sua missão seja mais eficiente e eficaz. Na FOTO, ECAT da Região 3 e 4.
Representantes e coordenadores das RP’s já estão recebendo opiniões satisfatórias acerca das aulas da ECAT. “Recebemos um grande incentivo para esse despertar nas palavras de nosso bispo, Dom Cesar, no Encontrão Diocesano de Catequistas do ano passado. Quando ele se referiu ao Projeto das Escolas, que ofereceria uma oportunidade de uma sólida formação para os novos catequistas e oportunidade para aprofundamento a todos os catequistas já atuantes na catequese, muitos já começaram a nos procurar para informarem-se quando teria início,” lembra Maria Aparecida Pillizari, coordenadora diocesana da Animação Bíblico-Catequética.
Maria Aparecida comentou ainda da alegria que contagiava os catequistas nas primeiras aulas, todos com muito interesse em assimilar as matérias e obter os conteúdos passados pelos professores. Ela destacou ainda o empenho e disponibilidade dos professores e das paróquias que cederam espaço para que o projeto fosse colocado em prática.

“A ECAT, que está dando os seus primeiros passos neste novo modelo, surge como uma resposta aos desafios que nos são impostos. O nosso coração transborda de alegria e gratidão àqueles que abraçaram esse projeto. Oxalá todas as nossas comunidades paroquiais descubram o valor dessa iniciativa que veio para somar aos esforços que já existem no processo evangelizador em nossa Diocese. Que Maria, a Mãe da Evangelização, e São José intercedam por nós!”
Pe. Éverton Machado dos Santos

"A catequese não prepara simplesmente para este ou aquele sacramento. O sacramento é uma consequência de uma adesão a proposta do Reino, vivida na Igreja (DNC 50)."

Documento Necessário para o Batismo e Crisma

Certidão de Nascimento ou Casamento do Batizando;

Comprovante de Casamento Civil e Religioso dos padrinhos;

Comprovante de Residência,

Cartões de encontro de Batismo dos padrinhos;

Documentos Necessários para Crisma:

RG do Crismando e Padrinho, Declaração de batismo do Crismando, Certidão ou declaração do Crisma do Padrinho, Certidão de Casamento Civil e Religioso do Padrinho/Madrinha e Crismando se casados.

Fonte: Catedral São Dimas

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Reflexão

REFLEXÃO

A porta larga que o mundo oferece para as pessoas é a busca da felicidade a partir do acúmulo de bens e de riquezas. A porta estreita é aquela dos que colocam somente em Deus a causa da própria felicidade e procuram encontrar em Deus o sentido para a sua vida. De fato, muitas pessoas falam de Deus e praticam atos religiosos, porém suas vidas são marcadas pelo interesse material, sendo que até mesmo a religião se torna um meio para o maior crescimento material, seja através da busca da projeção da própria pessoa através da instituição religiosa, seja por meio de orações que são muito mais petições relacionadas com o mundo da matéria do que um encontro pessoal com o Deus vivo e verdadeiro. Passar pela porta estreita significa assumir que Deus é o centro da nossa vida.

reflexão sobre o Dízimo

A espiritualidade do Dízimo

O dízimo carrega uma surpreendente alegria no contribuinte. Aqueles que se devotam a esta causa se sentem mais animados, confortados e motivados para viver a comunhão. O dízimo, certamente, não é uma questão de dinheiro contrariando o que muitos podem pensar. Ele só tem sentido quando nasce de uma proposta para se fazer a experiência de Deus na vida cristã. Somos chamados e convocados a este desafio.

Em caso contrario, ele se torna frio e distante; por vezes indiferente. A espiritualidade reequilibra os desafios que o dízimo carrega em si. "Honra o Senhor com tua riqueza. Com as primícias de teus rendimentos. Os teus celeiros se encherão de trigo. Teus lagares transbordarão de vinho" (Pr 3,9-10). Contribuir quando se tem de sobra, de certa forma, não é muito dispendioso e difícil. Participar da comunhão alinha o desafio do dízimo cristão.

Se desejar ler, aceno: Gn 28, 20-22; Lv 27, 30-32; Nm 18, 25-26 e Ml 3, 6-10.

Fonte : Pe. Jerônimo Gasques

http://www.portalnexo.com.br/Conteudo/?p=conteudo&CodConteudo=12

Programe-se

Catequese com Adultos/ Paróquia NSª do Rosário - todo domingo das 08h30 as 10h00 / "Vida Sim, Aborto não!"

" Encontros Catequéticos domingo, as 08h30."

*Catequese com Adultos/ Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Vila Tesouro - São José dos Campos - SP. * "Vida sim, aborto não!

Este blog pode possuir foto (imagem) retirada da internet caso seja o autor, por favor, entre em contato para citarmos o credito.